Casa de Recuperação e Benefícios Bezerra de Menezes

Nossa História

A Verdade, para triunfar e ser aceita, tem primeiro que se chocar com as contradições dos homens. — Roustaing

I - A SEMENTE LANÇADA À TERRA

Mãos depositando sementes na terra

Assistido por Bezerra de Menezes, Azamor Serrão exercia sua intensa mediunidade receitista num centro em Botafogo, Rio de Janeiro, na Rua da Matriz – “Tenda dos Irmãos do Oriente” (vide ao lado foto da sede, onde permanece até hoje).Era um centro de natureza mista, isto é, meio espírita, meio umbandista, meio orientalista. Priorizava o fenômeno mediúnico visando consultas, conversas com espíritos e desobsessão, sem grande preocupação com o estudo regular da codificação kardequiana.

Sob a inspiração de Bezerra de Menezes e Ali-Omar, lá pelos idos de 1959, Azamor decidiu-se então a liderar um movimento em prol de estudos intensivos das obras de Kardec. Logo formava-se um pequeno grupo, de 19 companheiros, constituindo a “Iniciação Espírita Bezerra de Menezes”.

A semente germinou. Começava ali uma bela e próspera história, repleta de frutos sazonados de luz e espiritualidade. Em menos de dois anos o grupo da “Iniciação” cresceu e tomou vida própria, ultrapassando os limites do “Irmãos do Oriente”.

O primeiro local de trabalho depois da “Tenda” foi a residência dos confrades Bichara Koiaque Filho e sua esposa, Maria José, no apartamento 503 da rua Ataulfo de Paiva 1335, no Leblon. Lá duas reuniões foram realizadas, mas logo verificou-se que o espaço ali disponível seria insuficiente para a dimensão do grupo que pouco a pouco se consolidava...

Aceitou-se então a oferta do casal Carlos e Eva Tissembaum, e para sua residência, na rua Raimundo Corrêa 53, em Copacabana, foram transferidos as atividades da “Iniciação”.

Várias reuniões foram aí realizadas, até que o grupo conseguiu sua primeira sede pública, num sobrado na Av. Presidente Vargas, 83. O prédio original foi demolido, na foto ao lado aparece apenas o vão em que se encontrava.

II – A PLANTA GERMINOU

Planta pequenina sobre mão de mulher

Mal sabia o pequeno grupo a responsabilidade que tinha pela frente. À semelhança de que ocorre com o Centro Regeneração, no Maracanã, fundado por Bezerra de Menezes quando encarnado, os fundadores da “Casa de Recuperação” recém-criada haviam, também, participado da destruição da sublime oficina cristã “Mansão Azul”, na Roma antiga, dirigida então pelo próprio Bezerra, em outra encarnação.

Pela firmeza e determinação de Azamor Serrão, Bezerra de Menezes materializava o seu sonho de guiar os seus inimigos de outrora na tarefa regeneradora da reconstrução do templo de luz cristã por eles destruído.

O grupo cresceu rápido. O sobrado da Presidente Vargas só deu conta do volume de público durante três meses.

Logo a “Casa” viu-se forçada a nova mudança de endereço, desta vez para Botafogo, numa casa de vila localizada na Rua 19 de Fevereiro, n°56. A primeira diretoria foi então constituída:

  • Presidente – Azamor Serrão Filho
  • Secretário – Bichara Koiaque Filho
  • Tesoureiro – Antônio Alberto Afonso
  • Direção Doutrinária e Mediúnica – Azamor Serrão

Atividades intensas de atendimento aos que sofrem foram logo implementadas através da assistência mediúnica. Grupos de estudo cresceram rapidamente.

Sob orientação dos mentores espirituais, realizou-se em seguida o planejamento dos estatutos, firmando os princípios básicos da Organização do novo núcleo de atividades espíritas.

Ao fim de dois anos, mais uma mudança… O público enchia a vila, causando transtornos. Desta vez, porém, foi um pouco mais fácil: a “Casa” mudou-se para um outro número da mesma rua – 19 de Fevereiro – exatamente o número 19! Ampliava-se novamente o espaço, o trabalho e a responsabilidade…"3 - CRESCE A ÁRVORE